A Transformação Digital e o novo mundo

A corrida espacial se iniciou na década de 1960 e nos idos de 1968 o homem se lançava ao espaço dando sua primeira volta em torno da Lua com objetivo de conquistá-la no ano seguinte. A tecnologia de computação utilizada na época era restrita a centros militares ultra secretos, que avaliavam milhares de informações para que as missões pudessem ser realizadas.


Em um paralelo àquela época, com o advento das redes de dados e da internet, o processamento e a análise de informações nos negócios se tornaram cada vez mais usuais e estratégicos para a definição e acompanhamento da operação das organizações e concorrência no mercado. Assim também, como sociedade, neste nosso tempo, adotamos o uso diário do computador e estamos nos adaptando às transformações da Era Digital que não é o futuro, é o agora. Vivemos uma era de novos produtos e serviços que facilitam as nossas vidas, de novas profissões que transformaram o trabalho e de novos meios de transação comercial e entrega que abastecem os mercados e nossas residências.

Segundo estudos recentes, a pandemia de COVID-19 em 2020 acelerou em 5 anos as necessidades sociais e econômicas no mundo, antecipando mudanças em nossos modelos e protocolos de organização, interação e consumo. Exemplo disto, a pandemia desmistificou e conectou o trabalho remoto às práticas corporativas, gerou o consumo virtual de pessoas de maior faixa etária, muitas delas nunca haviam pesquisado e acessado websites ou realizado uma compra on-line e ainda criou novos padrões de interação no relacionamento humano, incluindo aquele dentro das próprias famílias, encurtando distâncias e viabilizando contatos constantes antes impossíveis.


Para os negócios a transformação digital significa garantir melhores resultados, produtividade e eficiência. Envolve mudanças de cultura, de valores e de modelos de negócio visando ampliar a competitividade dentro do ecossistema, além disto a tecnologia se faz presente dando o suporte para que as informações possam ser coletadas, analisadas e processadas de forma cada vez mais rápida e efetiva visando ampliar a interatividade e o engajamento humano. Desta forma, jamais podemos nos esquecer que este movimento se destina às pessoas e assim entender suas necessidades, dificuldades e motivações, buscando facilitar as etapas deste caminho na “visão cliente” são fundamentais para o sucesso.


A transformação digital nos negócios é um caminho sem volta e que cada vez será mais evidente e benéfico para as organizações que efetivamente se lançarem a este objetivo. Com a pandemia, grande parte das empresas foram forçadas a se adaptarem ao universo digital, sendo levadas por necessidade de sobrevivência a um processo já atrasado de transformação em suas estruturas, modelos operacionais e portfólios.


De fato estamos em um novo tempo de transição e este momento para as empresas, com certeza requer cautela, porém ao mesmo tempo ação e direção, onde os profissionais das áreas vinculadas à tecnologia e inovação serão cada vez mais exigidos e disputados no mercado de trabalho, que também experimenta uma grande mudança onde a graduação não é mais um pré-requisito e ter vivências nas áreas de interesse, passa a ser o grande diferencial. Neste período, os processos seletivos passaram a ser remotos, sendo as avaliações dos candidatos realizadas pelo perfil técnico, experiência anterior e alinhamento com os valores e cultura da empresa. Como diferenciais e atrativos, as empresas sinalizam com programas de desenvolvimento profissional, trilha de carreira, pacotes de remuneração variável (por resultado), cestas de benefícios optativa (sob medida conforme necessidade) e trabalho remoto (integral ou parcial), buscando além da criatividade e praticidade obter cada vez mais equilíbrio, bem-estar e sentido à vida das pessoas neste novo mundo.


A pergunta que se faz no momento é como fazer o aumento de produtividade aliado com a necessidade de investimentos na era pós pandemia. De certo, existe uma tendência futura próxima de termos uma escalada de investimentos em inovação, com empresas startups e negócios disruptivos sendo lançados com o objetivo de se manter a competitividade dentro de um mercado que ninguém mais se arrisca dizer como ficará ou quem nele estará, sabemos apenas que já está e será diferente do que era. Assim, mudanças e novos desafios são as certezas que continuarão a existir e conviver conosco em nossa jornada.



Posts Em Destaque